Apresentação

Imagem3

 

Imagem7

Um locus destinado à Divulgação Científica

em Ciências Biológicas

Imagem7

A Bio.saber, através da divulgação científica em Ciências Biológicas, tem buscado levar a importância da biologia para as pessoas por intermédio de transposições didáticas, levando informações necessárias e permitindo o acesso a ferramentas cruciais utilizadas na área, bem como incentivar os estudantes de graduação a ter uma visão mais holística dos campo de atuação do profissional biólogo.

Imagem6

Notícias em Destaque

44416439_1852105498240301_1823191446530818048_o

O que torna as células cerebrais humanas únicas?

O neurocientista espanhol Santiago Ramón y Cajal revolucionou o estudo do cérebro ao observar os neurônios pela primeira vez.

Suas investigações, agora com mais de 100 anos, revelaram detalhes intrincados de células nervosas em muitos animais diferentes, incluindo humanos – dendritos semelhantes a raízes ligados a corpos celulares bulbosos, dos quais se estendem axônios longos e delgados.

Os exames de Cajal também revelaram que os dendritos (através dos quais as células nervosas recebem sinais de outros neurônios) eram muito mais longos em humanos do que em roedores e outros animais, até mesmo em outros primatas não humanos.

Um novo estudo, publicado esta semana na revista Cell , mostra que, nas pessoas, essas projeções de antenas também mantêm propriedades elétricas distintas que podem ajudar a explicar como o cérebro processa as informações que chegam (Créditos da foto: Klaus Boller Getty Images).

Referência Bibliográfica:

KWON, D. What makes human brain cells unique? Scientific American (Neuroscience), 18 out. 2018. Disponível em: <https://www.scientificamerican.com/…/what-makes-human-brai…/>. Acesso em: 19 out. 2018.

 

01-amber-snail-amber-specimen-2

Fóssil do período Cretáceo achado em Myanmar revela a anatomia detalhada dos tecidos moles dos antigos caracóis (Nacional Geographic)
______________________________________________________________

A cabeça, o pé e o tentáculo ocular de um minúsculo caracol foram recentemente encontrados fossilizados em uma peça de âmbar de 99 milhões de anos. Embora o espécime meça menos de meio centímetro transversalmente, ele traz incrível visibilidade às vidas dessas discretas criaturas que remontam à época dos dinossauros (Créditos da foto: Lida Xing, China University of Geosciences, Beijing).
______________________________________________________________

Fonte bibliográfica:

PICKRELL, J. Exclusivo: surpreendente caracol da era dos dinossauros encontrado em âmbar. Nacional Geographic (História), 16 out. 2018. Disponível em: <https://www.nationalgeographicbrasil.com/…/exclusivo-surpre…>. Acesso em: 21 out. 2018.

 

photo

O desmatamento da Amazônia está prestes a atingir um determinado limite a partir do qual regiões da floresta tropical podem passar por mudanças irreversíveis, em que suas paisagens podem se tornar semelhantes às de cerrado, mas degradadas, com vegetação rala e esparsa e baixa biodiversidade (Créditos da foto: INPE).

Fonte bibliográfica:

ALISSON, E. Desmatamento da Amazônia está prestes a atingir limite irreversível. Agência Fapesp, 21 out. 2018. Disponível em: <http://agencia.fapesp.br/desmatamento-na-amazonia-esta-…/…/…>. Acesso em: 21 out. 2018.

 

 

Maranhão (Brasil).

Curso de Campo Prof. Rogério Lima: projeto em andamento. Em breve mais informações!

 

Acompanhe nosso Blog

sistema-imunologico

Homo sapiens (conhecido pelos mais íntimos de “Homem Moderno”) é, como qualquer organismo, um verdadeiro anfiteatro biológico suscetível a inúmeras doenças terminais e amedrontadoras que ficam “zanzando” por ai no ambiente. (saiba mais)

 

sx

O alho (Allium sativum L.), é um velho conhecido da humanidade. Roberto Grassi em seu artigo “alho”, diz que, no Egito; “há uns 4.500 anos, durante a construção da pirâmide de Quéops, os escravos eram alimentados com alho”: É, o alho acompanha a humanidade a muito tempo e é um dos remédios mais antigos também. – Por Gerbson Vieira do Nascimento.

 

29-Milho_29-05-10

O homem descobriu a agricultura há cerca de 10 mil anos atrás e, levando em conta que a história do milho possui registros em torno de 8 mil anos atrás, no Sul do México, podemos presumir que não demorou para nossos ancestrais descobrirem o milho e a partir daí, modifica-lo através da seleção artificial, que é a agricultura tornando-o da forma que o conhecemos hoje. – Por Gerbson Vieira do Nascimento.

 

9qusfpwp4a_16s363y2md_file

Caos. Sim, o cenário político atual encontra-se extremamente desordenado e envolto por uma espessa nuvem de informações falsas, as fake news, que agravam, ainda mais, o estado em que a política brasileira se encontra. – Por Tacyana de Carvalho Dias.

 

hvhh

Não é segredo, e você, caro leitor, certamente sabe que as plantas crescem em direção à luz solar. Não é mesmo? – Por Gerbson Vieira do Nascimento.

 

ediacaran

Entender o passado do nosso planeta não é uma coisa fácil. É como olhar no escuro ou pisar em ovos. Muitas perguntas, poucas respostas – que geram novas perguntas! Os cientistas volta e meia precisam tem muita paciência ao estudar o percurso geológico e biológico da Terra…e, de vez em quando, dar uma espiada em uma  janela paleontológica aqui e ali para “tentar” descobrir quais (e que tipo de) organismos surgiram primeiro…(saiba mais)

 

kunang-kunang copy

No mundo natural, existem muitas formas usadas para atrair parceiros sexuais. Alguns animais usam do canto, como as aves e os grilos. Outros são um pouco mais “criativos”, como os vagalumes, que brilham para atrair fêmeas. Mas não é tão fácil e simples como aparenta (no mundo natural, nunca é).Por Gebson Vieira do Nascimento.

Imagem7

Biologia & Cultura

Mergulhe na Literatura

 

 

 

Imagem6

 

cdv

Acesse nosso grupo de discussão!

Imagem7

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s